Certame prevê o preenchimento de 63 vagas em cargos de Técnico e Analista Judiciário.

Publicado o edital do Tribunal de Justiça do Maranhão com 63 vagas, para os cargos de Técnico Judiciário e Analista nas áreas de Oficial de Justiça e Analista Judiciário. Para concorrer, é necessário ter nível médio e superior, respectivamente. Que tal aproveitar a oportunidade e estudar para o concurso TJ-MA?

Concurso TJ-MA: inscrições

As inscrições começam no dia 05 de agosto e permanecem abertas somente até o dia 28 de agosto. O valor é de R$ 70,00 para o cargo de técnico e R$ 100,00 para Analista. A banca responsável pelo certame é a Fundação Carlos Chagas (FCC).

Remuneração do concurso TJ-MA

As remunerações variam de acordo com o cargo, sendo de R$ 3.927,72 para o cargo de técnico, R$ 8.230,35 para analista judiciário e de R$ 6.883,85 para analista na área de Oficial de Justiça.

Além da remuneração, também tem o auxílio alimentação no valor de R$ 885,00. Que tal começar os seus estudos para o concurso TJ-MA?

Provas do concurso TJ-MA

O concurso TJ-MA será formado pelas fases: provas objetivas de conhecimentos gerais e específicos, provas discursivas e também provas de título, para alguns cargos.

As provas objetivas referentes ao cargo de nível médio serão compostas por 60 questões, sendo 30 de conhecimentos gerais e o restante de disciplinas específicas. Para nível superior, também terá o mesmo quantitativo de questões.

Em relação às provas discursivas, para o cargo de nível médio terá uma redação composta por produção textual de 30 linhas e para nível superior estudo de caso, que muda de acordo com o cargo.

As provas estão previstas para serem aplicadas no dia 29 de setembro. O edital do concurso TJ-MA pode ser acessado por meio do link: https://www.concursosfcc.com.br/concursos/tjuma119/index.html.

Último concurso TJ-MA

O último concurso TJ-MA ocorreu no ano de 2011 e na ocasião teve 58 vagas, além da formação de cadastro reserva. A banca responsável pelo último concurso foi IESES (Instituto de Estudos Superiores do Extremo Sul) e ofereceu oportunidades para nível superior, fundamental e médio.

Como estudar para o concurso TJ-MA?

– Como o edital está divulgado e as provas serão em setembro é fundamental manter o foco e o ritmo nos estudos. Faça um planejamento para organizar o seu dia a dia, sobretudo se você precisa trabalhar.

– Qual será o seu tempo diário para estudo? Tente separar, pelo menos, três horas por dia para se dedicar. Aproveite o tempo da hora do almoço ou durante o trajeto para o trabalho. A dica é aproveitar cada minuto para fazer uma revisão, resolver questão ou esclarecer alguma dúvida.

– Estudar para concurso público não é uma escolha fácil, por isso, tenha certeza do caminho. Faça um cronograma, assista às aulas com atenção e mantenha a sua concentração no que realmente importa.

– Estude por apostilas que estejam atualizadas e de acordo com o edital do concurso TJ-MA. Cuidado com materiais velhos e desatualizados. Estude por apostilas que sejam elaboradas por profissionais que realmente conhecem provas de concurso público.

– Durante a sua rotina, faça atividades físicas. Isso vai ajudar no controle da ansiedade, nervosismo e ainda ajudar na memorização.

– Cuide da alimentação e invista em alimentos saudáveis como frutas, legumes, verduras, entre outros. A alimentação faz a diferença para a sua produtividade.

– Se você for viajar para fazer a prova do concurso TJ-MA reserve com antecedência as passagens aéreas e o hotel.

– No dia da prova, saia com antecedência e cuidado com imprevistos.

– leia o edital com atenção e cuidado para não perder a data das inscrições.

– Se não conseguir a aprovação, permaneça estudando e confiante até alcançar o cargo que almeja.

Você vai estudar para o concurso TJ-MA? Compartilhe a notícia nas suas mídias sociais e muito sucesso nos seus estudos. Boa sorte!

Por Babi

Concursos


Novo Concurso do TRT da 4ª Região abre vagas para atuação nos Estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina.

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região abre inscrição para concurso com vagas de cadastro reserva para funções de nível ensino médio, técnico e superior. As inscrições acontecem até o dia 26 de junho de 2019.

O TRF 4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) dos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, está com inscrições abertas para seu novo concurso público (edital nº 1/2019) para cargos de nível ensino médio, técnico e superior. O concurso público visa à formação de CR (cadastro de reserva) para futuras contratações de profissionais para atuar nas Secretarias da Justiça Federal de 1º Grau nas Seções Judiciárias. A empresa organizadora do concurso é a FCC (Fundação Carlos Chagas).

Cargos concurso público TRF 4 – 2019

As vagas no TRF4 para trabalhar em cidades do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul são para as seguintes funções: Técnico Judiciário e Analista Judiciário. As colocações de Técnico Judiciário são para trabalhar nas as áreas de Segurança e Transporte, Administrativa e Tecnologia da Informação. Já as vagas para o cargo de Analista Judiciário são para trabalhar nas áreas de Sistemas de Tecnologia da Informação, oficial de Justiça, Oficial de Justiça Avaliador Federal e Infraestrutura em Tecnologia da Informação.

Inscrições concurso público TRF 4 – 2019

As inscrições para o concurso público do TRF 4 poderão ser realizadas pela internet, entre os dias 3 a 26 de junho de 2019, pelo endereço eletrônico www.concursosfcc.com.br. O valor da taxa de inscrição é de R$ 61,00 para Técnico Judiciário e R$ 71,00 para Analista Judiciário.

Remunerações concurso público TRF 4 – 2019

Os salários iniciais do TRF4 para os cargos variam entre R$ 7.591,37 e R$ 12.455,30, com carga horária de trabalho de 40 horas semanais.

Avaliação dos candidatos concurso público TRF 4 – 2019

Os candidatos serão avaliados por prova objetiva, redação ou estudo de caso, de caráter habilitatório e classificatório, com data prevista para ser aplicada no dia 4 de agosto de 2019. As provas para os cargos de Técnico Judiciário em todas as áreas serão aplicadas no período da manhã e os cargos de Analista Judiciário em todas as áreas serão aplicadas no período da tarde.

Os cargos Técnico Judiciário nas áreas Especialidade Segurança e Transporte e Administrativa serão avaliados também por teste de aptidão física com data prevista para ser aplicada no dia 3 de novembro de 2019.

As provas objetivas de conhecimentos específicos e conhecimentos gerais, conforme o cargo, contarão com questões de múltipla escolha, com cinco alternativas, das seguintes disciplinas: português (todos os cargos), conhecimentos Gerais (todos os cargos), Raciocínio Lógico-Matemático (todos os cargos), Noções de Direito, e Conhecimentos Específico (todos os cargos).

Locais onde serão aplicadas as provas concurso público TRF 4 – 2019

As provas serão aplicadas nos três estados nas seguintes cidades: Caxias do Sul (RS), Canoas (RS), Pelotas (RS), Passo Fundo (RS), Porto Alegre (RS), Santo Ângelo (RS), Santa Maria (RS), Uruguaiana (RS), Criciúma (SC), Chapecó (SC), Florianópolis (SC), Joinville (SC), Itajaí (SC), Lages (SC), Curitiba (PR), Cascavel (PR), Guarapuava (PR), Umuarama (PR) e Londrina (PR).

Validade concurso público TRF 4 – 2019

A validade do concurso do TRF 4 será de dois anos, que passar a contar a partir da homologação de seu resultado final, e pode ser prorrogado por mais dois anos.

Edital concurso público TRF 4 – 2019

O edital completo do concurso público do TRF 4, com mais informações sobre as vagas e cargos, pode ser acessado pelo link https://www.concursosfcc.com.br/concursos/trf4r119/index.html.

Por Adoniran Peres

Concursos


Certame oferta 575 vagas distribuídas entre os cargos de Agente Estadual de Trânsito I e Oficial Estadual de Trânsito I.

Aproxima-se cada dia mais o momento da abertura oficial do edital do certame público referente ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran) do Estado de São Paulo. No último dia 24, sábado, foi divulgado em Diário Oficial do Estado, mais informações sobre a organizadora do concurso. A selecionada foi a Fundação Carlos Chagas (FCC), que terá a responsabilidade pela seleção e pelo preenchimento de 575 oportunidades. De acordo com a Lei Complementar de número 1.328, de 11 de julho de 2018, o certame terá a sua publicação em um período exato de 180 dias. Sendo assim, o prazo máximo estipulado é em janeiro de 2019.

Sobre a comissão organizadora

Na edição de 5 de setembro do Diário Oficial do Estado, teve divulgação também a comissão organizadora, que deverá tomar todas as providências que se fizerem necessárias em relação à preparação e, ainda, pela realização do processo do órgão. Com isso, o grupo formado é composto por titulares e por suplentes. No primeiro estão: Carine de Amorim Simões e Izadora Rodrigues Normando. Já no grupo de suplentes, temos Fátima Regina de Souza, José Iberê Fernandes Jr, Lorenzo Santiago Franco, Wellington Cruz Barbosa, Neusa Maria Lopes e Luiz Carlos Krzyzanovski,

Sobre as vagas oferecidas

São dois os cargos oferecidos pelo Detran-SP. A divisão ficou da seguinte forma: 200 vagas para o cargo de Agente Estadual de Trânsito I e outras 375 vagas para o cargo de Oficial Estadual de Trânsito I.

Para a oportunidade de Agente, o candidato receberá a remuneração inicial de R$ 4.657,50. Para essa, é preciso ter graduação completa, independente de sua área de formação, e também carteira nacional de habilitação (CNH) em categoria “B” ou superior válida. Já para o cargo de Oficial, os vencimentos iniciais são de R$ 1.863, sendo necessária a formação em nível médio ou, ainda, curso técnico e profissionalizante.

Responsabilidades dos cargos

O Agente Estadual de Trânsito tem, entre algumas das responsabilidades de seu exercício, desempenhar as atividades relacionadas à gestão e às técnicas do cargo, executando todos os serviços relacionados aos planos legais e também às suas competências dentro da instituição. Já o Oficial Estadual de Trânsito desempenhará as funções destinadas ao apoio, à execução e à gestão dos serviços que tenham relação com as competências da instituição, sempre seguindo pelas conformidades do Sistema Nacional do Trânsito.

A jornada de trabalho das funções é de 40 horas por semana, seguindo as regras da CLT, a Consolidação de Leis de Trabalho.

Ao que tudo indica, o concurso do Detran-SP terá as seguintes etapas para a seleção de seus classificados: em primeiro lugar, será aplicada uma prova objetiva sobre conhecimentos específicos e gerais, sendo ela de caráter eliminatório e classificatório; e, após, será feita a prova de títulos, somente classificatória.

Sobre o último concurso do órgão

O último certame do órgão ocorreu em 2013, contando com um total de 1.200 vagas em aberto. Dessas, 600 eram destinadas para o emprego como Oficial Estadual de Trânsito e, o restante, para Agente Estadual de Trânsito. O certame teve um número de participantes superior a 310 mil pessoas. Com isso, a relação por vaga foi de 260 participantes. Na ocasião, a organização do processo seletivo foi feito pela Fundação Vunesp, contando também com provas objetivas e as provas de títulos. As primeiras, para Oficial Estadual de Trânsito, contaram com: 5 perguntas de Matemática, 12 sobre Língua Portuguesa, 4 de noções de informática, 4 de legislação e 25 referentes à legislação de trânsito.

Para o Agente Estadual de Trânsito, por outro lado, a divisão ficou da seguinte forma: 5 perguntas de Matemática, 10 sobre a língua portuguesa, 7 de Direito Administrativo, 4 de noções de informática, 7 de legislação, 8 referentes à gestão pública e 22 de legislação de trânsito.

A distribuição das vagas foi feita para a região metropolitana, para a capital e para as regiões de Araçatuba, Santos, Barretos, Botucatu, Taubaté, Araraquara, Bauru, Franca, Marília, Itapeva, Presidente Prudente, Mogi Guaçu, Ribeirão Preto, Sorocaba, São José do Rio Preto, Campinas, Fernandópolis e Registro.

Por Kellen Kunz

Concurso


Inscrições para o concurso podem ser realizadas entre os dias 15 de outubro e 5 de novembro.

Quem sonha em ser defensor público pode conferir aqui uma boa informação sobre uma grande chance no Nordeste do país. A Defensoria Pública Estadual do Maranhão (DPE MA) divulgou o edital do próximo concurso que visa prover vagas para novos servidores. O prazo de inscrições será iniciado em 15 de outubro (segunda-feira). A remuneração ofertada é de R$ 26 mil.

As provas serão realizadas em dezembro. Inicie já a sua preparação para o certame. Saiba mais detalhes sobre o processo seletivo da DPE do Maranhão na matéria que segue abaixo.

Como posso me inscrever no concurso?

O edital prevê que as inscrições vão começar em 15 de outubro (segunda-feira) e terminarão em 5 de novembro (segunda-feira). O cadastro será efetuado exclusivamente pela internet. Para se inscrever, siga o procedimento: entrar no site da banca responsável pela seleção (www.concursosfcc.com.br/concursoAndamento.html), a Fundação Carlos Chagas (FCC), preencher o formulário de cadastro, imprimir o boleto e quitá-lo até o dia 5 de novembro. O valor é de R$ 229.

Quem é doador de medula óssea ou de sangue, quem é de família com baixa renda per capita ou o eleitor que trabalhou na justiça eleitoral do estado pode solicitar isenção do pagamento da taxa até o dia 19 de outubro (sexta-feira).

Detalhes da vaga da DPE MA

O concurso visa preencher 8 vagas para o cargo de Defensor Público de 1ª Classe. Desse total, 1 chance é para pessoa com deficiência (PCD) e 2 para quem pertence à população negra.

A remuneração para quem ingressar nessa carreira é de R$ 26.125,15.

Para concorrer você precisa atender aos seguintes requisitos: estar em pleno gozo dos direitos políticos, ser brasileiro, estar em dia com as obrigações do serviço militar, para quem é do sexo masculino, ter formação em Ciências Jurídicas, com diploma emitido por instituição regular junto ao Ministério da Educação (MEC), ter boa saúde física e mental, ter no mínimo 18 anos, não possuir pendência junto à justiça eleitoral, ter no mínimo 3 anos comprovados de atividade jurídica, ter registro ativo na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), entre outras exigências.

Quais são as etapas do processo seletivo?

O certame da DPE do Maranhão conterá as seguintes etapas: 1) prova objetiva, 2) prova discursiva, 3) prova oral, 4) prova de títulos.

A data programada para realização da primeira fase é no sábado, 15 de dezembro, à tarde, com duração de 5 horas. Nela conterá 100 questões para serem respondidas. Os assuntos cobrados se referem às seguintes matérias: direito da criança e do adolescente, constitucional, processual penal, direito humanos, difusos e coletivo, direito civil, agrário e comercial, penal, processual civil, administrativo, direito de execução penal, do consumidor, legislação referente à defensoria pública e formação humanística. Já a discursiva ocorrerá no dia seguinte, 16 de dezembro (domingo) no turno da manhã. Essa etapa terá 4 horas de duração e o candidato deve responder a duas peças processuais e a 2 quesitos discursivos.

A comissão do concurso ainda divulgará a data de realização da prova oral.

Veja o que será considerado para pontuação na avaliação de títulos: diploma de mestrado ou doutorado, certificado de especialização, curso de aperfeiçoamento na área jurídica, exercício de magistério superior, publicação de livro, estágio em ciências jurídicas, aprovação em concurso público e exercício do cargo de Defensor Público.

Mais informações sobre o processo seletivo da Defensoria Pública Estadual do Maranhão

O certame da DPE do Maranhão será válido por 2 anos, a contar de quando for publicada a homologação. Mas caso a instituição pública julgue necessário, poderá prorrogar esse prazo por uma única vez.

Aproveite essa chance de conquistar uma vaga no serviço público com ótima remuneração.

Acesse o endereço eletrônico da FCC (www.concursosfcc.com.br/concursoAndamento.html) para saber mais detalhes do edital da seleção da DPE MA.

Por Melisse V.


Prefeitura de Caruaru, em Pernambuco, oferta vagas de emprego em seu novo Concurso Público.

Se você sonha em morar na Região Nordeste, tendo estabilidade financeira pode saber nessa matéria sobre uma grande oportunidade de trabalho. A Prefeitura da cidade de Caruaru, situada no agreste pernambucano, lançou o edital do seu concurso público para a Procuradoria Municipal.

O salário inicial é de R$ 4 mil. As inscrições já começaram. Não perca essa chance. Saiba mais informações abaixo.

Quero participar. Como faço minha inscrição?

A banca responsável por organizar o certame da Procuradoria de Caruaru é a Fundação Carlos Chagas (FCC). Como as inscrições serão realizadas apenas via internet, você deve acessar o endereço eletrônico www.concursosfcc.com.br/concursos/pmcar118/index.html, preencher a ficha de cadastro no concurso, imprimir o boleto e quitá-lo até o dia 19 de outubro (sexta-feira).

O prazo de inscrição já começou desde a sexta-feira, dia 21 de setembro. Você não pode perder mais tempo.

A taxa de inscrição é de R$ 136. Mas quem é do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) ou membro de família de baixa renda pode solicitar isenção do pagamento.

Informações sobre as vagas oferecidas no concurso da Procuradoria de Caruaru

O edital prevê que sejam contratados 10 candidatos aprovados no certame para o cargo de procurador do município. Desse total, 5% são reservados para quem é pessoa com deficiência (PCD).

A remuneração a ser percebida no início da carreira é de R$ 4 mil.

Para concorrer na condição de cotista PCD você deve enviar o laudo médico.

Requisitos para ser procurador em Caruaru

Saiba quais são os requisitos exigidos para se candidatar ao posto de trabalho na Prefeitura de Caruaru: ter formação de nível superior na área de Ciências Jurídicas, possuir registro ativo na ordem dos advogados do Brasil (OAB), comprovar vivência na advocacia por no mínimo 2 anos, possuir aptidão mental e física, ser brasileiro, estar em dia com as exigências do serviço militar e da justiça eleitoral, não possuir antecedentes criminais, entre outros.

Quais são as atribuições do cargo de procurador em Caruaru?

O procurador tem como responsabilidade: interpor recursos e sentenças judiciais, atender com presteza, zelar pelos dados a ele confiados, representar sobre irregularidades entre outras tarefas de defesa dos interesses da prefeitura de Caruaru contra outras partes em processos judiciais.

Sobre as provas do concurso público da Procuradoria Municipal de Caruaru

O certame contará com as seguintes fases: 1) prova de múltipla escolha, 2) prova discursiva e 3) avaliação de títulos.

Na primeira etapa, os candidatos devem responder a 100 questões em 5 horas e devem ainda preencher o cartão de respostas. Os assuntos cobrados serão sobre as seguintes disciplinas: direito civil, constitucional, administrativo, penal, processual penal, financeiro, tributário, trabalhista, processual do trabalho, processual civil, ambiental, agrário, e difusos e coletivos.

A previsão para a prova objetiva é em 18 de novembro (domingo).

Já na segunda fase, com duração de 4 horas, é necessário elaborar uma peça processual que valerá 6 pontos e responder a dois quesitos discursivos sobre direito tributário, administrativo e constitucional, valendo 2 pontos cada. A data programada para aplicação dessa prova é 3 de fevereiro de 2019 (domingo).

Para a avaliação de títulos, o candidato deve apresentar diploma de mestrado ou doutorado ou certificado de especialização, juntamente com o histórico escolar.

O prazo para apresentação dos documentos comprobatórios dos títulos é a partir de 11 de fevereiro (segunda-feira) até a sexta-feira, dia 15 de fevereiro de 2019.

A data de divulgação do resultado final prevista no edital é 17 de maio (sexta-feira).

Para saber outras informações do edital do processo seletivo da Procuradoria Municipal de Caruaru, consulte o site da FCC www.concursosfcc.com.br/concursos/pmcar118/index.html.

O prazo de validade do certame será de 2 anos, contando da data de sua homologação. Caso a administração municipal julgue pertinente, poderá prorrogar esse período, uma só vez, por mesmo tempo.

Por Melisse V.


Ministério Público do Estado de Pernambuco oferta 23 vagas em seu novo Concurso Público.

Aqui vai uma boa notícia para aqueles concurseiros que estavam à espera do lançamento do edital do certame do Ministério Público do Estado de Pernambuco (MP PE).

Na data de 26 de setembro, quarta-feira, o documento foi publicado.

Há oportunidades para quem tem formação de nível superior e médio.

Saiba mais detalhes do processo seletivo na matéria abaixo.

Sobre as inscrições

Quem está interessado em conquistar uma vaga no MP de Pernambuco deve garantir logo sua inscrição no primeiro dia, a partir de 1° de outubro (segunda-feira).

Para isso é necessário acessar o site www.concursosfcc.com.br/concursoNovo.html e preencher o formulário.

O prazo para você se cadastrar será encerrado em 26 de outubro (sexta-feira).

A banca escolhida para organizar o certame é a Fundação Carlos Chagas (FCC).

O valor da taxa varia entre R$ 75 e R$ 110, dependendo do nível de escolaridade do cargo do seu interesse.

Quem é registrado no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cad Único) ou pertença à família de baixa renda pode solicitar isenção do pagamento da taxa de inscrição.

Sobre as vagas oferecidas no MP PE

O edital prevê que sejam contratados 23 profissionais tanto com ensino médio completo e tanto com diploma de graduação.

Além disso, será formado cadastro reserva.

As chances disponíveis são para os seguintes postos de trabalho: técnico ministerial da área administrativa e analista ministerial.

As especialidades anunciadas no edital para a função de analista são: comunicação social – jornalismo, pedagogia, informática, auditoria, medicina, jurídica, biblioteconomia, documentação, arquitetura, engenharia civil e serviço social.

A remuneração para os iniciantes na carreira de técnico é de R$ 3,1 mil e para quem começar como analista os ganhos são de R$ 4,8 mil.

Há cotas para pessoas com deficiência (PCD) e também há oportunidades exclusivas para pretos e pardos que assim se declarem.

Os candidatos que concorrerem nessas condições serão avaliados em perícia e aqueles que sejam PCD devem apresentar laudo médico.

Sobre os requisitos

Uma vez aprovado no concurso público do MP de Pernambuco e comprovando que possui escolaridade compatível com a função para a qual você concorrer, é necessário ainda atender a alguns requisitos para tomar posse, dentre eles estão: possuir 18 anos, no mínimo, ter aptidão física e mental para exercer as atribuições do cargo, ter nacionalidade brasileira, não ter antecedentes criminais, estar quite com as obrigações do serviço militar e da justiça eleitoral, entre outros.

Sobre as etapas de avaliação do concurso do MP PE

O processo seletivo será composto pelas seguintes fases: 1) prova de múltipla escolha sobre conhecimentos específicos e básicos, 2) prova dissertativa e 3) avaliação de títulos.

A previsão de aplicação da prova objetiva e da discursiva é no domingo, dia 2 de dezembro.

No turno da manhã será para os concorrentes ao cargo de técnico ministerial e à tarde para analista.

A redação deve possuir 20 linhas no mínimo e 30 linhas no máximo.

Na prova de títulos serão considerados para pontuação: mestrado, doutorado e especialização.

Na prova objetiva as disciplinas cobradas em conhecimentos básicos são: português, matemática e raciocínio lógico, informática e legislação específica.

Dicas de preparação

Uma estratégia que você pode usar nos estudos para ser aprovado no certame do MP de Pernambuco é fazer questões de provas anteriores e recentes da banca naquelas matérias que você já tem domínio.

Para as que são inéditas, você pode conciliar teoria com exercícios.

Lembre-se de fazer um cronograma e incluir as revisões. Assim, você vai reforçar cada assunto e conquistará vantagens perante os concorrentes.

Mais detalhes sobre o concurso do Ministério Público do estado de Pernambuco

Se você está interessado inicie já sua preparação.

O concurso será válido por 2 anos. Caso o órgão julgue necessário, pode prorrogar esse prazo por igual período, uma única vez, contando da data em que for homologado.

Veja mais informações no portal da FCC www.concursosfcc.com.br/concursoNovo.html.

Por Melisse V.


Inscrições para o Concurso 2018 da SEFAZ SC podem ser realizadas até o dia 10 de outubro.

Quem estuda para ser aprovado em concurso da área fiscal, pois tem familiaridade com as matérias e almeja estabilidade laboral e, principalmente, financeira pode conferir aqui uma ótima oportunidade. O edital do concurso público da Secretaria da Fazenda do Estado de Santa Catarina (SEFAZ SC) foi divulgado no diário oficial. A oferta de vagas é para quem tem formação de ensino superior. O salário inicial é de R$ 22,8 mil. Saiba mais detalhes do processo seletivo do Governo do Estado de Santa Catarina a seguir.

Sobre as inscrições no certame da SEFAZ SC

Para se cadastrar no concurso da Secretaria Estadual você deve acessar o site da FCC (www.concursosfcc.com.br/concursos/sefsc118/index.html), Fundação Carlos Chagas, que é a banca responsável por organizar o processo seletivo, preencher o formulário virtual, imprimir o boleto e efetuar o pagamento no valor de R$ 250 até o dia 10 de outubro (quarta-feira).

Caso você seja doador regular de sangue ou de medula óssea pode solicitar isenção do pagamento dessa taxa até o dia 14 de setembro (sexta-feira).

O prazo para você se inscrever no certame da SEFAZ SC tem início em 10 de setembro (segunda-feira) e terminará em 10 de outubro (quarta-feira).

Sobre as vagas e os requisitos do processo seletivo da SEFAZ SC

As vagas oferecidas no concurso da Secretaria da Fazenda Estadual são para o cargo de auditor fiscal da receita estadual de nível I das seguintes especialidades: tecnologia da informação, gestão tributária e auditoria e fiscalização. Foram anunciadas 90 chances, tanto para ampla concorrência, como para pessoas com necessidades especiais (PNE).

Para concorrer é necessário ter escolaridade de nível superior, com destaque para o diploma que deve ser emitido por instituição de ensino que seja credenciada junto ao Ministério da Educação (MEC). Saiba quais são os outros requisitos: estar em pleno dos direitos políticos, possuir no mínimo 18 anos de idade, estar em dia com as obrigações da justiça eleitoral, possuir aptidão física e mental, estar quite com as exigências do serviço militar, não ter antecedentes criminais, entre outros requisitos.

A remuneração para quem ingressar na carreira de auditor é de R$ 22.853,33. A jornada de trabalho semanal é de 40 horas para todos os postos de trabalho.

Sobre as atribuições do cargo de Auditor Fiscal na SEFAZ SC

Se você for aprovado no concurso público da SEFAZ SC, suas principais atribuições, enquanto auditor de auditoria e fiscalização serão: fazer ações de monitoramento, apreender bens e documentos, constituir crédito tributário, propor medidas para melhoria dos procedimentos de auditoria, fiscalizar tributos estaduais, extrair dados, inspecionar equipamentos usados em pontos de vendas, entre outras atividades.

Já se você exercer a função de auditor do segmento de gestão tributária, será responsável por: controlar atividades referentes à política tributária, elaborar a legislação tributária estadual, analisar consultas públicas, compatibilizar as diretrizes da política tributária às leis pertinentes, entre outras tarefas.

Na área de tecnologia da informação, quando você for auditor, deverá implantar e gerenciar aplicações, desenvolver programas para melhorar as informações fiscais, administrar os sistemas integrados, realizar plantão fazendário, entre outras responsabilidades.

Sobre as etapas de avaliação do processo seletivo da SEFAZ SC

O certame será composto pelas seguintes etapas de avaliação dos candidatos: 1) prova objetiva de conhecimentos gerais – nas quais serão cobradas 100 quesitos das seguintes disciplinas para todos os cargos: português, direito civil, constitucional, raciocínio crítico, lógico, direito empresarial, estatística, economia e finanças públicas, direito administrativo e penal; 2) prova objetiva 2 com 80 questões sobre contabilidade geral, legislação tributária de Santa Catarina e direito tributário; 3) prova de conhecimentos específicos com 80 quesitos.

As datas de aplicação das provas são: 17 e 18 de novembro. As cidades em que os candidatos podem realizar as avaliações são: Chapecó, Joinville, Criciúma e na capital do estado, Florianópolis.

Para saber mais informações, acesse o site da FCC (www.concursosfcc.com.br/concursos/sefsc118/index.html).

Por Melisse V.


Certame do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá oferta 550 vagas para os cargos de Agente Penitenciário e Educador Social Penitenciário.

Já foi lançado o edital para o concurso do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá, onde é tratado o provimento de cargos e também formação para o cadastro de reserva. Os candidatos devem ter o certificado de conclusão do ensino médio que tenha sido expedido por uma instituição devidamente reconhecida pelo MEC – Ministério da Educação.

A instituição responsável por este concurso é a Fundação Carlos Chagas e das 550 vagas oferecidas, 110 são para preenchimento imediato e as outras 440 serão destinadas a cadastro de reserva. Vale ressaltar que 5% das vagas serão destinadas aos candidatos com deficiência. O valor do salário é de R$ 3.318,64.

No caso da vaga para o cargo de Agente Penitenciário, o profissional selecionado ficará responsável pela segurança dos presos, tendo que fazer a conferência dos mesmos, a identificação cadastral e também o controle interno. Poderá ser escalado ainda para as rondas e atuar no encaminhamento dos presos para assistência. Também será sua função ficar atento ao trabalho e ao comportamento de toda população penitenciária, para que os regulamentos sejam cumpridos e caso algo aconteça fora do normal, o superior deve ser imediatamente informado. Precisará ainda analisar as condições de limpeza nas celas e nos locais onde se encontram as instalações sanitárias. Quando houver necessidade, precisará ajudar na capacitação dos agentes que vão sendo contratados. As autoridades responsáveis deverão ser informadas sobre toda e qualquer ocorrência que houver.

O contratado também irá operar o sistema de comunicação quando assim for escalado, cuidar da fiscalização das pessoas e veículos que entram e saem do Complexo Penitenciário, entre outras tarefas correlatas.

No caso do candidato aprovado para o cargo de Educador Social Penitenciário, entre suas funções, deverá resolver os conflitos que acontecerem durante seu expediente e se for o caso, encaminhar o preso para assistência. Também deverá buscar formas de fazer com que o preso se sinta responsável e passe a cumprir seus deveres sociais e também profissionais. Ficará responsável pela formação religiosa, cultural e ética dos presos, buscando realizar atividades educacionais diversas e também atividades profissionalizantes. Fará a supervisão do trabalho externo dos presos, além de auxiliá-los em relação à higiene e educação. Fará a verificação das celas para certificar-se que está tudo limpo e bem cuidado, informando seus superiores sempre que encontrar alguma ocorrência.

A primeira etapa desse concurso será o exame de aptidão física que é de caráter eliminatório. Logo em seguida vem o exame documental, seguido pelo exame de saúde e depois o exame psicológico, todos de caráter eliminatório. Por último é feita a investigação social. As provas objetivas terão 20 questões sobre conhecimentos gerais e 40 questões sobre conhecimentos específicos. Todas as questões são de múltipla escolha, onde o candidato terá que assinalar uma das 5 alternativas. A previsão é que estas avaliações objetivas serão aplicadas no dia 9 de dezembro em Macapá, no Amapá, durante a parte da manhã.

Para as vagas de Agente Penitenciário, serão questões de raciocínio lógico matemático, português, geografia e história do Amapá e noções de direito. Para o cargo de Educador Social Penitenciário, serão questões de português, raciocínio lógico matemático, nações de direito, história e geografia do Amapá, políticas de assistência no sistema prisional entre outras.

O valor da taxa de inscrição é de R$ 85,00.

As inscrições terão início no dia 17 de setembro às 10h e terminarão no dia 15 de outubro às 14h, pelo horário de Brasília. Os interessados devem se inscrever o quanto antes, evitando assim, deixar para a última hora.

Acesse aqui (www.concursosfcc.com.br) o site da Fundação Carlos Chagas para obter maiores informações sobre este concurso e já realizar sua inscrição. No site consta o edital com todas as demais informações para este concurso.

Por Russel


PGE AP recebe inscrições dos interessados em seu Concurso Público para o cargo de Procurador do Estado de Classe I.

Quem deseja ser aprovado em um concurso público que ofereça uma ótima remuneração pode saber aqui a respeito de uma boa oportunidade. No estado do Amapá, a Procuradoria Geral (PGE AP) anuncia que as inscrições do certame vão até o dia 23 de julho (segunda-feira). O edital foi lançado em 28 de junho (quinta-feira). A banca responsável pelo processo seletivo é a Fundação Carlos Chagas (FCC). A remuneração para quem ingressar nesse órgão é de R$ 22 mil. Confira outras informações a seguir.

Como posso me inscrever no concurso público da PGE AP?

Se você ainda não se cadastrou no concurso da Procuradoria Geral do Estado do Amapá, saiba que ainda há tempo. Não deixe passar essa chance. Acesse o endereço eletrônico da FCC www.concursosfcc.com.br/concursos/pgeap117/index.html, preencha o formulário virtual e realize o pagamento do boleto bancário para efetivar sua inscrição no processo seletivo.

O prazo de inscrição teve início em 2 de julho (segunda-feira) e será encerrado no dia 23 de julho (segunda-feira). O valor da taxa custa R$ 200. Aqueles que possuem restrição financeira, são pessoas com deficiência (PCD) ou são doadores regulares de sangue puderam solicitar isenção do pagamento.

Sobre as oportunidades disponíveis na PGE AP

O cargo oferecido na Procuradoria do Amapá é o de Procurador do Estado de Classe I. No total, são ofertadas 5 vagas, havendo reserva de vagas para pessoas com deficiência (PCD). O salário inicial para quem ingressar na carreira de procurador na PGE AP é de R$ 22.213,43. Além das chances previstas no edital, haverá formação de cadastro reserva a fim de preencher possíveis vagas que venham surgir no tempo de validade do concurso da PGE AP, que é de 2 anos e pode sofrer prorrogação pelo mesmo prazo, a contar de quando for homologado e à decisão da instituição pública.

Para concorrer é necessário possuir graduação completa em ciências jurídicas, ter diploma emitido por instituição de ensino superior que seja credenciada junto ao Ministério da Educação (MEC), possuir registro ativo na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), estar em dia com as obrigações militares, se o candidato for do sexo masculino, possuir idade mínima de 18 anos, estar em pleno gozo dos direitos políticos, não possuir antecedentes criminais, estar quite com as obrigações eleitorais, ter aptidão mental e física, comprovar experiência de, no mínimo 3 anos de atividade na área jurídica, entre outros requisitos.

Sobre as fases do certame da PGE do Amapá

O processo seletivo será composto pelas seguintes etapas:

1) prova objetiva – com 100 quesitos e cuja data de aplicação é no dia 2 de setembro (domingo) com duração de 5 horas iniciando no turno da manhã;

2) prova discursiva – que consiste em uma peça processual com 4 horas disponíveis para resposta do candidato e 4 questões dissertativas com mesmo tempo para resposta. As datas programadas são 17 e 18 de setembro, sábado e domingo, no período da tarde e manhã, respectivamente;

3) prova oral – em que os concorrentes serão examinados pela capacidade de síntese, uso correto de vocabulário jurídico e aplicação de conhecimento técnico;

4) prova de títulos – na qual serão atribuídos pontos para as seguintes titulações: certificado de especialização, diploma de mestrado ou doutorado, exercício na Defensoria Pública, Magistratura ou Advocacia. Essa última fase é a única classificatória.

As disciplinas cobradas na primeira fase são: direito administrativo, constitucional, empresarial, processo civil, financeiro, civil, ambiental, tributário, processo tributário, previdenciário, trabalho e processo do trabalho.

Sobre outros detalhes do concurso da PGE AP

Veja mais informações do edital do certame da Procuradoria Geral do Estado do Amapá no site da FCC www.concursosfcc.com.br/concursos/pgeap117/index.html. Não deixe essa oportunidade passar. Faça sua inscrição e seja servidor público.

Por Melisse V.


Certame oferta 925 vagas de emprego em vários cargos. Inscrições são aceitas até setembro de 2018.

Foi divulgado pela Secretaria de Estado da Administração do Amapá, a SEAD AP, que foi aberto o concurso público com o objetivo de preencher 925 postos de trabalho, em diversos cargos.

Desse total de 925 vagas, 365 serão para preenchimento imediato e 560 para cadastro reserva, que serão contratados conforme houver necessidade.

A responsável pelo concurso será a Fundação Carlos Chagas (FCC).

Vagas

As vagas serão distribuídas da seguinte maneira:

Analista Administrativo – 60 vagas disponíveis

Analista Jurídico – 50 vagas disponíveis

Analista de Finanças e Controle – 60 vagas disponíveis

Analista de Planejamento e Orçamento – 55 vagas disponíveis

Assistente Administrativo – 700 vagas disponíveis.

Remuneração

O salário oferecido aos candidatos aprovados nos cargos de analistas pode chegar a R$ 6.830,76, já a remuneração oferecida aos aprovados nos cargos de assistentes pode chegar até R$3.048,23.

Requisitos

Analista Administrativo

Requisitos: Será exigido dos candidatos que forem concorrer a esse cargo Ensino Superior completo, em uma instituição de ensino que seja reconhecida pelo MEC – Ministério da Educação e Registro no Conselho Regional de Classe.

Analista Jurídico

Requisitos: Candidatos que forem concorrer a esse cargo devem ter Ensino Superior completo em Direito, diploma que tenha sido emitido por uma instituição de ensino reconhecida pelo MEC – Ministério da Educação e Registro junto a Ordem dos Advogados do Brasil – a OAB.

Analista de Finanças e Controle

Requisitos: Já dos candidatos aos cargos de Analista de Finanças e Controle, será cobrado o Ensino Superior completo, diploma que tenha sido emitido por uma instituição de ensino reconhecida pelo MEC – Ministério de Educação nas seguintes áreas do conhecimento: Ciências Contábeis, Economia ou Ciências Atuariais e Registro no Conselho Regional de Classe.

Analista de Planejamento e Orçamento

Requisitos: Esse candidato deverá ter um diploma de Graduação superior, que tenha sido emitido por uma instituição de ensino que seja reconhecida pelo MEC – Ministério de Educação nas áreas de: Administração, Ciências Contábeis, Economia ou Estatística e Registro no Conselho Regional de Classe.

Assistente Administrativo

Requisitos: Candidatos interessados no cargo de Assistente Administrativo devem ter o Ensino Médio completo e certificado de conclusão, reconhecido pelo MEC – Ministério da Educação.

Inscrições

Os interessados em participar do processo de seleção, devem realizar as inscrições até o dia 14 de setembro de 2018.

As inscrições terão início às 10h do dia 13 de agosto de 2018, irão até as 14h do dia 14 de setembro de 2018 e devem ser feitas exclusivamente no site oficial da Fundação Carlos Chagas, a organizadora do concurso, www.concursosfcc.com.br.

Taxa de inscrição

Após o candidato concluir o preenchimento do formulário de inscrição, será gerado um boleto, com o valor da taxa de inscrição. Somete depois que o pagamento for confirmada a candidatura será concluída.

Candidatos que forem concorrer aos cargos que exigem Ensino Superior Completo deverão pagar a taxa no valor de R$100,00, já que estiverem concorrendo às vagas que exigem Ensino Médio completo deverão efetuar o pagamento no valor de R$85,00.

Etapas do Concurso

Para selecionar os servidores, serão aplicadas Provas Objetivas e Discursiva – Redação, que terão caráter classificatório e eliminatório.

Após a divulgação do resultado final das provas, os candidatos que forem aprovados serão submetidos ainda à duas fases, de responsabilidade da Secretaria de Estado da administração – SEAD. Sendo que a primeira etapa será o Exame Documental, que terá caráter eliminatório e a segunda etapa será o Exame de Saúde, que também terá caráter eliminatório.

A aplicação das provas objetivas está prevista para o dia 2 de dezembro em Macapá (AP), sendo que no período da manhã serão aplicadas as provas de nível médio e no período da tarde serão aplicadas as provas de nível superior.

Os locais de provas ainda não foram informados, porém, está previsto para que essa informação seja liberada no dia 24 de outubro de 2018.

A prova será composta por 20 questões de Conhecimentos Gerais com peso 1 e 30 questões de Conhecimentos Específicos com peso 2 e terá caráter eliminatório e classificatório.

A previsão é de que os gabaritos preliminares sejam divulgados a partir das 17h do dia 3 de dezembro de 2018.

Vale ressaltar que o concurso terá validade de 12 meses, podendo ser prorrogado por mais 12 meses.

Por Rosângela Rodrigues


Certame oferta 18 vagas para o cargo de Auditor Público Externo.

Se você reside no Rio Grande do Sul, essa notícia é para você. Foi publicado na última terça-feira, dia 29 de maio, em Diário Oficial do Estado, o edital normativo do novo certame do Tribunal de Contas do Estado, o TCE-RS. O concurso público busca o preenchimento de um total de 18 vagas para o cargo de Auditor Público Externo.

Ficou interessado e quer mais informações sobre como fazer para não ficar de fora? Então, nós te damos todas as dicas que você precisa saber. Vamos a elas.

Quais os pré-requisitos para participar?

Para participar do concurso do TCE-RS, é necessário preencher um pré-requisito importante. Trata-se da necessidade de que os candidatos estejam graduados em uma das seguintes áreas: Ciências Jurídicas e Sociais (Direito), com destinação de seis vagas; Ciências Econômicas, com seis vagas; e Administração de Empresas ou Pública, com seis vagas.

Quem for aprovado e convocado após o processo de seleção, será lotado conforme a necessidade para a realização do trabalho e também pela disponibilidade das vagas. Portanto, é importante saber que as oportunidades irão para um dos serviços regionais de auditoria do Tribunal de Contas.

Esses estão localizados nas seguintes cidades: Erechim, Caxias do Sul, Passo Fundo, Frederico Westphalen, Pelotas, Santa Maria, Santa Cruz do Sul, Porto Alegre, Santo Ângelo ou Santana do Livramento.

Vale lembrar que a execução e organização do certame serão feitas pela Fundação Carlos Chagas. Além disso, no edital está especificado que três vagas são reservadas para os candidatos que se declararem negros ou pardos. Outras três oportunidades são para os participantes portadores de alguma deficiência

Sobre o salário e carga de trabalho

O salário para o cargo de Auditor Público Externo é de R$ 16.396,06. Desse valor, R$ 8.198,03 são do vencimento básico, acrescentados outros R$ 8.198,03 como gratificação pelo Apoio ao Controle Externo. A jornada de trabalho das oportunidades é de 40 horas por semana.

Como faço para me inscrever?

Para se inscrever no concurso público do TCE-RS é muito simples. Basta acessar o site da Fundação Carlos Chagas, no endereço eletrônico www.concursosfcc.com.br e realizar a sua candidatura.

É importante ressaltar que não serão aceitas inscrições presenciais e fora do prazo. O início do processo ocorre às 10h do dia 4 de junho e o prazo final é dia 6 de julho de 2018. Para efetivar a participação, é preciso realizar o pagamento de uma taxa no valor de R$ 187,77.

Sobre o processo seletivo

Para selecionar os aprovados, o concurso irá realizar uma prova objetiva com um total de 50 questões voltadas para os conhecimentos básicos que envolvem os seguintes temas: Língua Portuguesa, Controle na Administração Pública, Raciocínio Lógico e Analítico, Auditoria Governamental, Noções de Análise de Informações e Administração Financeira e Orçamentária. Outras 80 questões são de conhecimentos específicos, englobando: Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Estatística, Matemática Financeira, Políticas Públicas, Gestão de Projetos e de Processos, Administração Pública, Administração Geral com Teorias Organizacionais, entre outras disciplinas fundamentais.

Além da prova objetiva, ainda será realizado um exame discursivo, com conhecimentos específicos e básicos. Essa é de caráter eliminatório e também classificatório.

Ambas as provas serão realizadas no dia 26 de agosto na cidade de Porto Alegre, capital do Estado do Rio Grande do Sul. Os locais exatos ainda serão divulgados posteriormente. Já os gabaritos preliminares serão publicados em 27 de agosto no portal da organizadora.

Com validade de dois anos, contando essa do dia da homologação de resultado final, há a possibilidade de prorrogação do período pelo mesmo tempo. Esse ficará a critério do próprio órgão responsável, o Tribunal de Contas do Estado.

Portanto, não fique de fora e participe já. Essa é a sua grande oportunidade de construir uma carreira de sucesso e promissora.

Por Kellen Kunz


Concurso oferta 86 vagas de emprego em diversos cargos.

Se você estava esperando a publicação do edital da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), aqui vai uma ótima notícia. O documento foi divulgado no diário oficial do dia 30 de maio (quarta-feira). São oferecidas 86 vagas para atuação no Poder Legislativo. O salário ofertado para aqueles que começarem na carreira é de R$ 10 mil. Há chances para quem tem formação de nível superior e também para quem possuir escolaridade de nível médio. Veja mais detalhes do processo seletivo a seguir.

Sobre as inscrições

Quem tiver interesse em participar da seleção da CLDF deve acessar o endereço eletrônico da Fundação Carlos Chagas (FCC) – www.concursosfcc.com.br/concursos/caldf118/index.html, banca escolhida para organizar o certame, e preencher o formulário de cadastro.

O prazo será aberto em 25 de junho (segunda-feira) e terminará em 25 de julho (quarta-feira). A taxa de inscrição custa entre R$ 54 e R$ 78. A data limite para que o candidato realize o pagamento do boleto bancário é 25 de julho.

Quem for doador regular de sangue, eleitor que tenha trabalhado para a justiça eleitoral do Distrito Federal como mesário, doador de medula e beneficiário de programa social do Governo Distrital poderá obter isenção do pagamento da taxa.

Sobre as vagas anunciadas no edital da Câmara do DF

As chances anunciadas nos 5 editais publicados são para os seguintes cargos: procurador legislativo, consultor técnico legislativo, agente de polícia legislativa, consultor legislativo e técnico legislativo. Do total de vagas, 59 são para contratação imediata e as demais formarão cadastro reserva.

Para ser técnico e agente é necessário ter ensino médio completo. Já para os demais, o requisito principal é possuir formação de nível superior.

As especialidades oferecidas para consultor técnico são: biblioteconomia, administração, enfermagem, pedagogia, arquitetura, ciências contábeis, jornalista, engenharia mecânica, assistência social, medicina do trabalho, publicidade, psicologia, engenharia civil, odontologia, medicina, relações públicas, entre outras.

As áreas disponíveis para a função de consultor legislativo são: educação e cultura, tributação, finanças públicas, meio ambiente, regulação econômica, desenvolvimento urbano, constituição e justiça, entre outras.

As áreas para quem almeja ser técnico legislativo são as seguintes: secretaria, fotografia, técnico em enfermagem, arquivo e biblioteca, manutenção.

Para todos os cargos a jornada semanal de trabalho é de 30 horas.

A remuneração para quem começar na carreira de nível médio é de R$ 10 mil. Já para nível superior o salário corresponde a R$ 15 mil.

Sobre os requisitos

Além de ter escolaridade compatível com o cargo pretendido, você deve obter aprovação no concurso e também precisa atender aos seguintes requisitos: estar em dia com as obrigações militares e eleitorais, possuir 18 anos de idade no mínimo na data da posse, ser brasileiro, ter aptidão física e mental, ter registro ativo no conselho da respectiva categoria e carteira nacional de habilitação (CNH) de categoria B, C D ou E para o cargo de agente de polícia.

Sobre as etapas do concurso da Câmara Legislativa do Distrito Federal

O certame será composto pelas seguintes fases: 1) prova objetiva, 2) prova discursiva, 3) prova de títulos – apenas para os cargos de nível superior, 4) prova prática – apenas para quem concorrer à função de taquígrafo, 5) prova oral – para o cargo de procurador legislativo.

As disciplinas cobradas na prova de múltipla escolha para técnico legislativo são: português, noções de administração, direito constitucional, processo legislativo, direito administrativo, raciocínio lógico matemático, lei orgânica do Distrito Federal e realidade do Distrito Federal.

A previsão para aplicação das provas objetivas é para as datas de 15 de setembro (sábado), 16 de setembro (domingo) e 23 de setembro (domingo), a depender do cargo.

Mais detalhes do concurso CLDF

A validade do certame é de 2 anos e pode ser prorrogado por mesmo período.

Veja mais informações no portal da FCC – www.concursosfcc.com.br/concursos/caldf118/index.html.

Por Melisse V.


Concurso tem a previsão de ofertar 48 vagas e ser organizado pela Fundação Carlos Chagas.

Entre os empregos mais cobiçados e mais bem pagos no Brasil estão os de carreiras no setor judiciário. Em conformidade com dados angariados diretamente do departamento de concursos públicos do mesmo órgão, um novo edital de processo seletivo para cargos no Tribunal Regional do Trabalho localizado na 2ª Região, TRT 2, cuja unidade fica na capital do estado de São Paulo, está próximo de ser oficializado e publicado ainda no mês de abril.

A estrutura deste novo processo de seleção já está pronta e em fase de aprovação final, por meio da própria presidência do órgão. Entre outros procedimentos, ainda está para ser firmado acordo com a banca organizadora, que provavelmente ficará na responsabilidade da Fundação Carlos Chagas. Os postos de trabalhado ofertados serão: cargo de técnico judiciário, com exigência de ensino médio, e cargo de analista, com exigência de curso em nível superior.

A princípio a meta era disponibilizar em torno de 48 vagas, das quais são 23 destinadas ao setor de técnicos e as demais 25 destinadas ao setor de analistas. A autorização expedida no Conselho Superior de Justiça do Trabalho, CSJT, definiu a chance de disponibilizar, mais ou menos, 83 vagas, das quais 35 estarão destinadas à nomeação já no primeiro semestre. Ainda existem aprovados no concurso anterior na fila para posse de cargo. Estima-se que serão 48 vagas destinadas ao segundo semestre, em relação aos futuros aprovados no concurso prestes a sair.

Entretanto, dado que o mesmo órgão passa por um urgente déficit de 222 servidores, com 123 cadeiras de técnicos e 99 cadeiras de analistas, há necessidade de mais vagas. Portanto, a expectativa é de que haverá bem mais postos de trabalho em aberto. Com relação aos salários, no caso do cargo de técnico, o valor inicial está em 7.592,53 reais e valor de 11.890,83 para o cargo de analista, somado o benefício de auxílio-alimentação, no valor de 884 mensais. Existe um reajuste sancionado por lei que aumenta esses três vencimentos.

Assim, os interessados em participar, e que possuam somente ensino médio, poderão disputar vagas nos seguintes cargos: setor técnico judiciário diretamente relacionando à área administrativa; no setor administrativo, que exige especialidade na segurança e no setor de apoio especializado com formação em tecnologia da informação e função de enfermagem. Os interessados em participar deste certame público e que possuam graduação em curso superior completa, poderão disputar os seguintes cargos: setor de analista judiciário, departamento judiciário; no setor administrativo, ou seja, setor judiciário, o qual exige especialização na função de oficial de justiça ou de avaliador federal e no setor de apoio especializado, com formação em tecnologia da informação, incluindo graduação em medicina; em medicina do trabalho; em psicologia; em enfermagem; em arquivologia e no ramo de segurança do trabalho.

De acordo com as informações angariadas do histórico do concurso anterior, para o mesmo órgão e cargos, TRT/SP, a banca responsável pela organização daquele processo seletivo havia sido, também, responsabilidade da Fundação Carlos Chagas, FCC, sendo que todos os candidatos foram submetidos a uma prova objetiva, que consistiu em um caderno com diversas questões versando sobre os devidos conhecimentos gerais e conhecimentos específicos.

Sumarizando, o concurso em questão segue na seguinte situação: a liberação das vagas precisa somente da devida aprovação e distribuição, a qual já foi definida, além da assinatura de contrato com banca responsável pela organização. Pessoas com nível médio e nível superior de formação acadêmica poderão participar e os salários, no geral, chegam ao valor de 11,8 mil reais.

Por Paulo Henrique dos Santos


Certame oferta 1.025 vagas de emprego para os cargos de Professor categoria B e Pedagogo.

Se você é da área de Educação e se prepara a fim de ser aprovado em concurso público, saiba aqui sobre uma ótima oportunidade. No estado do Espírito Santo, a Secretaria de Educação (SEDU ES) publicou no diário oficial de 12 de janeiro (sexta-feira) o edital do seu próximo certame. Confira mais detalhes sobre esse processo seletivo a seguir.

Como você deve realizar sua inscrição:

Para se cadastrar no concurso público da SEDU ES é necessário acessar o endereço eletrônico www.concursosfcc.com.br/concursos/sedes117/index.html a partir do dia 15 de janeiro de 2018 (segunda-feira). O prazo termina em 5 de fevereiro (segunda-feira). A taxa custa R$ 66,65. Quem tiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) poderá solicitar isenção até o dia 19 de janeiro (sexta-feira). O boleto deve ser pago até o dia 6 de fevereiro (terça-feira).

A banca responsável por organizar o certame é a Fundação Carlos Chagas (FCC).

Oportunidades oferecidas na SEDU ES

No total, são disponibilizadas 1.025 chances para profissionais da área de educação. Também, há vagas reservadas para pessoas com necessidades especiais (PNE). O edital do concurso da SEDU ES oferece vagas para os seguintes cargos: professor categoria B e pedagogo. Para lecionar, as áreas são: biologia ou ciências, sociologia, filosofia, arte, espanhol, educação física, geografia, química, física, história, inglês, português e matemática.

A remuneração mínima oferecida é de R$ 1.982,55 e a máxima chega a R$ 3.554,92. Além disso, o governo do estado do Espírito Santo oferece benefício como auxílio alimentação. A jornada de trabalho corresponde a 25 horas por semana.

Atribuições de cada função

O pedagogo tem por responsabilidade: avaliar atividades educacionais, planejar junto ao corpo técnico, promover integração entre corpo docente e discente, acompanhar a participação dos alunos, entre outras tarefas.

O professor B, por sua vez, deve preparar e ministrar aulas, avaliar os alunos de ensino Médio e Fundamental, participar da proposta de elaboração pedagógica, entre outras atividades correlatas.

Requisitos dos cargos

Além de possuir diploma de graduação na respectiva especialidade, os candidatos devem preencher os seguintes requisitos: ser brasileiro, ter no mínimo 18 anos de idade na data da posse, estar em dia com as obrigações eleitorais e militares, possuir aptidão mental e física para exercer as atividades pertinentes ao cargo pretendido, estar em pleno gozo dos direitos civis e políticos.

Sobre as provas do concurso da SEDUC ES

Os concorrentes serão examinados nas seguintes fases: 1) prova objetiva sobre conhecimentos básicos e específicos – com data prevista para aplicação em 18 de março (domingo) no turno da manhã; 2) Avaliação discursiva – sobre um estudo de caso e prevista para o mesmo dia que a prova de múltipla escolha; 3) Avaliação de títulos – na qual serão consideradas as seguintes capacitações: mestrado, pós-graduação lato sensu e doutorado.

Os candidatos terão 5 horas para responderem aos quesitos, ao estudo de caso e para preencherem o cartão resposta.

Os municípios do estado em que as provas serão aplicadas são: Cachoeiro de Itapemirim, Linhares, Colatina, Vila Velha, São Mateus e a capital do estado, Vitória.

Os postos de trabalho são em mais de 70 cidades capixabas. Confira algumas delas: Anchieta, Boa Esperança, Bom Jesus do Norte, Castelo, Divino de São Lourenço, Irupi, Iuna, Água Doce do Norte, Marechal Floriano, Pedro, Ponto Belo, Santa Teresa, Serra, Viana, Vila Valeria, Presidente Kennedy, entre muitas outras.

Mais detalhes sobre o processo seletivo

Caso tenha interesse em saber mais informações sobre o concurso público da secretaria de educação do governo do estado do Espírito Santo, acesse o link www.concursosfcc.com.br/concursos/sedes117/index.html. Nele você também pode realizar sua inscrição.

Caso seja professor, aproveite essa chance. Inicie sua preparação em busca de sua aprovação.

Por Melisse V.


O certame anuncia 40 vagas para o cargo de procurador do estado de nível I.

Quem estuda para concurso público e tem interesse em seguir uma carreira que ofereça boa remuneração pode saber aqui sobre uma ótima oportunidade. Em 19 de novembro (terça-feira) a Procuradoria Geral do Estado do Tocantins (PGE TO) publicou no diário oficial o edital para seu próximo concurso. Confira mais informações a seguir.

Como posso me inscrever?

Para participar do concurso da PGE TO os interessados devem acessar o endereço eletrônico (www.concursosfcc.com.br/concursos/pgeto117/index.html). As inscrições serão realizadas exclusivamente pela internet e terão início a partir do dia 4 de janeiro de 2018 (quinta-feira) e terminam em 31 de janeiro (quarta-feira) que também é a data limite para pagamento do boleto que poderá ser quitado em qualquer banco. O custo da inscrição é de R$ 250.

Quem tiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) pode solicitar isenção do pagamento até o dia 8 de janeiro (segunda-feira).

A banca responsável pela organização é a Fundação Carlos Chagas (FCC) que foi contratada por dispensa de licitação.

Podem participar quem tiver formação de nível superior.

Quais são a oportunidades disponíveis na PGE TO?

O edital anuncia 40 vagas para o cargo de procurador do estado de nível I, das quais 20 são para preenchimento imediato e outras 20 servirão para formar cadastro reserva. Além disso, há vagas exclusivas para pessoas com necessidades especiais (PNE).

A remuneração para quem ingressar na carreira é de R$ 26.125,17.

As principais atribuições do procurador geral do estado do Tocantins são: prestar orientação jurídica, centralizar leis e decretos estaduais, fixar jurisprudência, entre outras responsabilidades.

Quais são as fases do processo seletivo?

Os candidatos serão avaliados nas seguintes etapas da seleção para a PGE TO: 1) Prova objetiva – na qual será aprovado quem tiver pontuação de 60%, no mínimo, 2) Prova escrita – na qual serão considerados os seguintes critérios: domínio técnico de conteúdo, correção gramatical e adequação vocabular com linguagem jurídica e 3) Avaliação de títulos.

Na prova de múltipla escolha com cinco alternativas, os concorrentes terão 5 horas para preencher o cartão de resposta, além de responder a 100 quesitos sobre 10 matérias do ramo do direito que são as seguintes: direito administrativo, civil, constitucional, direito penal, processo civil, financeiro e tributário, processo penal, direito difusos, coletivos e individuais homogêneos, direito do trabalho e processual do trabalho.

A data prevista para aplicação da prova objetiva é no dia 4 de março de 2018 (domingo) no turno da manhã. O local de prova ainda será divulgado.

Já a segunda etapa constitui-se de duas provas discursivas, sendo uma peça processual, programada para o dia 28 de abril (sábado) com 4 horas de duração à tarde; e 4 questões dissertativas para serem resolvidas em 4 horas pela manhã no dia 29 de abril (domingo). Quem tiver no mínimo 50% de acertos em cada um desses exames estará habilitado para a última avaliação.

A última etapa ainda terá data definida e os títulos a serem apresentados pelos candidatos são mestrado, doutorado e pós-graduação lato sensu ou especialização na área jurídica. Somente participará dessa fase quem for aprovado na segunda avaliação.

Todas as etapas do concurso público ocorrerão na cidade de Palmas, capital do estado do Tocantins.

Mais detalhes sobre o certame da PGE TO

Se você tem interesse em ser aprovado nesse concurso, inicie sua preparação desde agora. Com uma remuneração excelente como essa da procuradoria de Tocantins, o certame deve atrair muitos candidatos.

Para ver outras informações sobre o processo seletivo, acesse o site (www.concursosfcc.com.br/concursos/pgeto117/index.html) para conferir o edital.

Há expectativa de serem chamados muitos aprovados, pois a defasagem de servidores na procuradoria do estado é grande. Além disso, a demanda processual tem aumentado.

Por Melisse V.


Certame oferta 170 vagas para cargos de Analista de Trânsito e Assistente de Trânsito.

Por meio da publicação do edital oficial de abertura nº 02/2017 tivemos o início oficial do concurso público do Departamento Estadual de Trânsito do Estado do Maranhão (Detran MA), organizado pela Fundação Carlos Chagas. O principal objetivo deste certame será o preenchimento de 170 vagas de caráter imediato além da formação de cadastro de reserva para os cargos de Analista de Trânsito e Assistente de Trânsito.

Confira mais informações deste concurso na continuação desta matéria.

Das 170 vagas imediatas prevista neste concurso, 168 (08 vagas reservadas para pessoas com deficiência e 34 vagas reservadas para candidatos negros) serão destinadas ao cargo de Assistente de Trânsito. O cargo requer ensino médio completo. Os futuros aprovados terão direito a remuneração inicial no valor de R$ 1.4000,00.

O cargo de Analista de Trânsito, por sua vez, conta com duas vagas imediatas disponíveis. Vale destacar que este cargo não possuirá reserva de vagas para candidatos negros ou pessoas com deficiência, as duas vagas disponíveis são destinadas a ampla concorrência. Para concorrer a este cargo é necessário possuir diploma de graduação em qualquer curso superior em instituição devidamente reconhecida pelo MEC. Os futuros aprovados terão direito a remuneração inicial no valor de R$ 4.000,00.

Inscrições

O período de inscrições será iniciado às 10h00 do dia 11 de dezembro de 2017 e possui término previsto às 14h00 do dia 18 de janeiro de 2018, segundo destaca o edital oficial de abertura. O processo de inscrição deverá ser efetuado pelo candidato por meio exclusivo da internet. Com isso, basta que o interessado acesse o site oficial da Fundação Carlos Chagas através do link: www.concursosfcc.com.br/concursos/detma117. A taxa de inscrição será de R$ 90,00 para o cargo de Assistente de Trânsito e R$ 140,00 para o cargo de Analista de Trânsito.

Processo seletivo

Para ambos os cargos ofertados neste certame serão aplicadas duas provas de múltipla escolha, uma abrangendo Conhecimentos Básicos e outra sobre Conhecimentos Específicos do cargo em questão. A prova de Conhecimentos Básicos terá 40 questões de múltipla escolha enquanto que a de Conhecimentos Específicos é composta por 20 questões de múltipla escolha. A duração total das duas provas é de 4 horas.

Para o cargo de Assistente de Trânsito, as provas foram divididas da seguinte maneira:

· Prova de Conhecimentos Básicos: Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico-Matemático, Noções de Informática, Noções de Direito constitucional, Noções de Direito Administrativo e Noções de Administração Pública.

· Prova de Conhecimentos Específicos: Legislação de Trânsito e Legislação Institucional.

Já o cargo de Analista de Trânsito conta com provas abrangendo as seguintes áreas de conhecimento:

· Prova de Conhecimentos Básicos: Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico-Matemático, Noções de Informática, Noções de Direito constitucional, Noções de Direito Administrativo e Noções de Administração Pública.

· Conhecimentos Específicos: Legislação de Trânsito, Engenharia de Tráfego e Legislação Institucional.

Segundo consta no edital oficial de abertura, as provas objetivas para os respectivos cargos deste certame serão aplicada na data provável de 18 de março de 2018. As mesmas serão aplicadas nas cidades de São Luís, Imperatriz e Caxias. É de total responsabilidade do candidato a escolha do município onde o mesmo pretende realizar sua prova. Essa opção deve ser feita no ato da inscrição. O cargo de Assistente de Trânsito terá suas provas aplicadas no período da manhã, enquanto que os candidatos ao cargo de Analista de Trânsito realizarão suas provas durante o período da tarde.

Para mais detalhes sobre este concurso público é de extrema importância que o candidato leia atentamente o edital oficial de abertura. O documento está disponível no site oficial da FCC na página do certame através do link: www.concursosfcc.com.br/concursos/detma117. Neste documento você poderá encontrar demais detalhes sobre disposições iniciais, pré-requisitos, cronogramas de provas e publicações, anexos com os conteúdos programáticos das provas de cada cargo, modelo de declaração de renda familiar (para os candidatos que optarem pela isenção da taxa de inscrição), dentre outros detalhes referentes ao certame.

Por Bruno Henrique





CONTINUE NAVEGANDO: