Concurso TCE-PB 2017 – Vagas e Inscrição


Oportunidades são para nível médio e superior.

Quem estuda para concurso pode conferir aqui uma ótima oportunidade. Recentemente o Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE PB) publicou um edital do seu próximo certame. Se você tem interesse em atuar nesse órgão, saiba mais detalhes do processo seletivo a seguir.

Como se inscrever?

Os candidatos podem acessar o endereço eletrônico para se inscrever no certame, a partir de 14 de novembro (terça-feira) até 29 de novembro (quarta-feira). A taxa de inscrição varia entre R$ 80 e R$ 120. O pagamento pode ser realizado até o dia 20 de dezembro (quarta-feira).


A banca responsável pela organização do concurso é o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe).

Quais são as oportunidades?

O órgão prevê contratar 20 profissionais, sendo 5 para o cargo de agente de documentação e 15 para o posto de auditor de contas públicas – habilitação demais áreas. Além disso, haverá formação de cadastro reserva. Há chances reservadas exclusivamente pra pessoas com necessidades especiais (PNE).

Para exercer o cargo de agente é necessário ter escolaridade de nível médio completa. Já para ser auditor é requisito possuir formação de nível superior. A remuneração ofertada para os iniciantes da carreira de agente de documentação é de R$ 5.519,61. Aqueles que almejam ocupar o cargo de auditor de contas públicas, caso sejam aprovados, receberão R$ R$ 13.002,03 como remuneração inicial.



A carga horária para os dois cargos anunciados no edital é de 40 horas por semana.

Quais são as atribuições de cada cargo?

O agente de documentação tem como responsabilidade: elaborar minutas, controlar tramitação de documentos, dar apoio administrativo, encaminhar atos processuais, entre outras atividades.

Por sua vez, o auditor tem como atribuição: realizar atividades de controle externo, examinar fatos da administração pública municipal e estadual, assessorar órgãos técnicos e investigar atos com relação à compatibilidade aos princípios constitucionais, entre outras tarefas.

Etapas do Concurso Público

O processo seletivo consiste em duas etapas para todos os cargos: 1) prova objetiva e 2) prova discursiva. Ambos de caráter classificatório e eliminatório. Quem concorrer ao cargo de auditor ainda passará por uma terceira fase, que se refere ao programa de formação, de caráter eliminatório. Essa última etapa tem carga horária de 40 horas aulas. Para ser aprovado o candidato deve ter frequência mínima de 85% e obter nota superior a 5.

As provas objetiva e discursiva serão aplicadas na capital, João Pessoa, na data provável de 13 de janeiro de 2018 (sábado) para o cargo de nível médio. Os concorrentes deverão responder a 50 quesitos de múltipla escolha, elaborar a redação e preencher o gabarito em 4 horas de prova. As matérias cobradas são: Direito Constitucional, Noções de Administração de Recursos Materiais, Atendimento ao Público, Organização de Documentos, Noções de Administração Pública, Língua Portuguesa, Informática e Legislação Específica. Já as disciplinas a serem abordadas na prova discursiva são: Direito Constitucional e Administração Pública.

Os candidatos ao cargo de auditor terão 5 horas para responder a 100 questões sobre as seguintes matérias: Noções de Administração Orçamentária, Legislação Específica, Administração Pública, Direito Administrativo, Contabilidade Pública, Direito Previdenciário, Matemática Financeira, Direito Financeiro, Português, Direito Penal, Controle Externo da Administração, Direito Constitucional, Contabilidade Geral e Análise de Informações. A prova objetiva será aplicada no domingo, dia 14 de janeiro de 2018, no turno da manhã.

Durante à tarde, os concorrentes terão 2 horas para elaborarem a redação sobre assuntos referentes a Noções de Administração Orçamentária, Direito Financeiro, Direito Administrativo, Direito Constitucional, Controle Externo da Administração e Administração Pública.

Mais detalhes

O concurso será válido por 2 anos e pode ser prorrogado por mesmo período, uma única vez, a contar da homologação, a critério do TCE PB.

Para conferir outros detalhes, acesse o site.

Melisse V.

Deixe o seu comentário