Concurso Previsto PM GO 2018 – Edital em Breve


Novo certame deverá preencher 2 mil vagas de emprego.

A Polícia Militar do Estado de Goiás anunciou recentemente a realização de um novo concurso público que vai selecionar cerca de 2.000 candidatos a ocuparem alguns postos de trabalho da instituição. Acredita-se ainda que o certame irá ocorrer no mês de julho deste ano. Dessa forma, já se tem o nome da banca organizadora que será o Instituto AOCP. Estima-se que a remuneração inicial para certos cargos possa ser de aproximadamente R$ 5.400.

Nesse contexto, se o leitor é um dos muitos que aguardam oportunidades de concurso público como esta que acaba de surgir, parece que chegou o momento certo para se dedicar aos estudos. É isso mesmo, a PM GO, divulgou nos últimos tempos a sua vontade de realizar um certame, com o intuito de admitir novos funcionários para os cargos ociosos. Sendo assim, ao que parece, esse concurso público realmente vai a diante, isto é, na última terça-feira, dia 8 do mês de maio, o órgão estadual divulgou a informação de que foi assinado um contrato com o Instituto AOCP, que deve ser responsável pela realização cada uma das etapas que antecedem os exames avaliativos.


Sabe-se que, a banca organizadora foi definida assim que foi formado um conselho para decidir qual instituição atenderia melhor às demandas necessárias para se realizar um processo seletivo desse porte. Com isso, ficou decidido que o edital do certame deve ser publicado em Diário Oficial no mês de julho.

No mês de setembro do ano passado, o atual governador do estado, Marconi Perillo, já havia confessado a sua vontade de realizar esse concurso. Ao longo da entrevista no programa Bom dia Goiás, Perillo não negou a necessidade de contratar mais policiais para garantir a segurança pública dos cidadãos dentro do território do estado. De acordo com o governador, o atual número de policiais não condiz com a demanda que cresce a cada dia. Ele ainda afirma que com um maior número de policiais, é possível aumentar as rondas realizadas na rua e, dessa forma, diminuir os índices de criminalidade, especialmente, aqueles envolvidos a roubos.

Embora, como já se sabe, ainda não tenha saído o edital do concurso público, de acordo com as informações fornecidas pelo governador Marconi durante a entrevista exibida no programa, devem ser ofertadas 2.000 vagas, sendo 80 delas destinadas a Cadetes e as demais 1.920 para a função de Soldado.



De acordo com Joaquim Mesquita, o atual secretário de Gestão e Planejamento do Estado, aqueles que têm interesse em participar do concurso e desejam fazer uma alta pontuação, visando conseguir a tão almejada vaga, devem começar a preparação desde já, uma vez que, as etapas burocráticas legais que são necessárias para que o certame aconteça estão em andamento e seguindo o ritmo correto, ou seja, sem atrasos. Desse modo, ele afirmou ao Diário de Goiás que a partir do momento em que o edital é publicado, é possível que a primeira etapa que vai avaliar as condições intelectuais dos candidatos possa ocorrer e, posteriormente, as outras etapas, que avaliam outras capacidades como habilidades físicas e emocionais.

Os responsáveis pela realização desse concurso público acreditam que haverá uma grande procura pelas inscrições. Isso porque, nos últimos tempos, com a crise econômica brasileira e as dificuldades financeiras que muitas pessoas estão passando, muitos estão vendo nos concursos públicos uma luz no fim do túnel. Sabe-se que, apesar dos atrasos salariais que acontecem em outros Estados, como Minas Gerais e Rio de Janeiro, o fato de nos concursos públicos haver homologação, isto é, o aprovado deve cumprir suas funções em um período de tempo determinado por lei, faz com que as pessoas sintam mais confiança para atingir a tão sonhada estabilidade profissional.

Por Ana Paula Oliveira Coimbra

Deixe o seu comentário